Voltar

Salgueiro é uma raiz que nasce forte em qualquer lugar…este é um velho ditado que se aplica em muitas ocasiões, principalmente quando nossos corações se fragmentam pela perda de um dos integrantes desta imensa família que é o GRES Acadêmicos do Salgueiro.

Nosso Torrão Amado perdeu, na manhã de quarta-feira, Elizabeth Nunes, mãe de Liesbeth, avó de Nanda e a primeira mulher a comandar os Acadêmicos do Salgueiro em um período em que a agremiação sofria por não conseguir alcançar o sucesso que perseguia. Luxo e requinte passaram a ser marca da escola que, através de sua administração, passou a conquistar lugar de destaque entre as escolas de samba.

Salgueirense apaixonada, Elizabeth Nunes deixa um legado positivo, e raízes firmes em nossa família através de Liesbeth, cantora e compositora cujo amor se estendeu através desses laços e a quem reafirmamos nossa solidariedade neste momento.

Pedimos a toda a família salgueirense que continue nesta corrente de orações, emanando carinho e conforto aos familiares e amigos de Elisabeth e rogamos que esta onda de tristeza e perdas significantes para a nossa escola cesse.

Nossa despedida acontecerá nesta sexta-feira, 06 de novembro, no Cemitério da Penitência ( Rua Monsenhor Manoel Gomes, 307 – Caju), com velório a partir das 10h na capela ecumênica 02. O sepultamento está marcado para as 16h.

André Vaz – Presidente


Comentários...


  • Compartilhe:


Você também vai gostar de ver...

  • COMUNICADO DISPUTA DE SAMBAS E PARCERIAS CLASSIFICADAS

    02/12/2020

  • Salgueiro inicia disputa de sambas nesta quinta-feira

    14/11/2020

  • Dia da Consciência Negra marca reabertura da quadra do Salgueiro para eventos

    13/11/2020

  • NOTA OFICIAL – DJALMA SABIÁ

    10/11/2020

Voltar