Confira abaixo o áudio e as letras dos sambas

Salgueiro 2021: confira os sambas concorrentes da disputa para o próximo Carnaval

O GRES Acadêmicos do Salgueiro recebeu, na manhã deste domingo, os sambas que estarão na disputa que vai eleger o hino oficial do enredo Resistência, para o próximo Carnaval. Ao todo, 24 obras foram inscritas na competição. O formato da disputa será informado esta semana e, segundo Alexandre Couto, diretor de Carnaval da vermelha e branca, esta promete ser uma das mais difíceis dos últimos anos. “ Os compositores deram um verdadeiro show e absorveram exatamente tudo o que foi passado desde a divulgação da sinopse. Isto é bem interessante porque, apesar de não termos uma leitura, uma explanação presencial, tudo ficou tão claro que podemos dizer que todos os sambas são verdadeiras poesias. Essa é a melhor dor de cabeça que poderíamos ter em tempos tão difíceis”, comenta Couto.

Chancelado pelas mãos de Helena Theodoro, o enredo abordará os lugares de resistência do povo preto no Rio de Janeiro. A escola, que tem entre suas tradições, protagonizar as figuras e a cultura preta em seus enredos, vem seguindo com o planejamento do desfile, mesmo na incerteza sobre se haverá ou não o espetáculo em 2021. “ Precisamos continuar otimistas e pensar positivamente pela realização dos desfiles, pois não é só uma questão de entretenimento, é também geração de emprego e renda para milhares de artesãos profissionais que estão envolvidos, diretamente, na realização do evento. De certa forma, realizar a disputa, nos dá uma injeção de ânimo para enfrentar tudo isto”, diz Jomar Casemiro, diretor geral de Harmonia.

A escola disponibilizou o áudio e as letras de todas as parcerias inscritas em seu canal do YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCjqXflXPp64sZXy0M1iN9AQ)

 

COMPOSITORES: ANTÔNIO GONZAGA; DIEGO TAVARES; MAURÍCIO JAPA, MARCIO DE DEUS, GILCA SOARES E MARTINS.
INTERPRETES: IGOR SORRISO E RIXXA

 

MOLEQUE,
PRETO É COR DE LIBERDADE
TODO PRETO É MAJESTADE
NÃO HÁ MORDAÇA QUE VÁ NOS CALAR
MOLEQUE, PRETO QUE ENFRENTA AS MAZELAS
CRIA DA DOR DA FAVELA
O MUNDO INTEIRO É SEU LUGAR

 

O AXÉ VEM DOS TERREIROS
VAI COMEÇAR O XIRÊ
NO QUILOMBO DO SALGUEIRO, NEGRITUDE TEM PODER!
GIRA A NEGA MÃE BAIANA
PRA XANGÔ SEU ORIXÁ
KABESSILE PRA JUSTIÇA NÃO FALTAR
KABESSILE PRA JUSTIÇA NÃO FALTAR

 

PAI,
NOSSA ARTE NÃO SE RENDE
QUEBRA CELAS E CORRENTES PRA VENCER A OPRESSÃO
PAI, DIREITO NENHUM É ESMOLA
NÃO LEIO SEU NOME NA HISTÓRIA
MAS PISAM SEU CORPO NO CHÃO
BASTA DE SER LIVRE SÓ NA MORTE
E VIVER REFÉM DA SORTE
SOMOS A REVOLUÇÃO
SALGUEIRO DE GLORINHAS E HAROLDOS
É A VOZ QUE DESCE O MORRO PRA HONRAR SEUS ANCESTRAIS
SALGUEIRO DE DJALMAS E ZUZUCAS
TEU MOLEQUE VAI A LUTA, NÃO SE CURVA AO CAPATAZ

 

NÃO ME CURVO NÃO! JAMAIS ME ENTREGUEI
NASCI RESISTÊNCIA, COM SANGUE DE REI
DE PUNHOS CERRADOS, EU SOU SALGUEIRO
PRETO NA PELE, ORGULHO NO PEITO
(QUERO IGUALDADE! EU QUERO RESPEITO!)