BATERIA NOTA 10

A BATERIA DO SALGUEIRO

Furiosa. Nome de uma orquestra de percussão que pulsa em vermelho e branco. É o ritmo salgueirense que chega para abalar no sagrado terreiro do carnaval. E quando vem… não há quem consiga ficar parado.

Quando se ouve a nossa bateria, surge em forma de ritmo, um patrimônio cultural de valor único, forjado na batida do Alujá, o toque sagrado de Xangô, orixá padroeiro do Salgueiro. Um ritmo firme, cadenciado, cheio de ginga. O corpo responde, em louvação.

É a Furiosa de Mestre Marcão, discípulo de outros grandes mestres, como o inesquecível Lourival Serra, nosso Mestre Louro. É a batida de um coração que explode cada vez que ela se posiciona na avenida e abre os caminhos para o nosso cortejo africano que desfila todos os anos.

Consagrada com sete Estandartes de Ouro e várias outras premiações, nossa bateria enche de orgulho os salgueirenses que sentem o corpo arrepiar toda vez que o repique chama e toda escola responde.

Uma apoteose feita de som e de fúria.

  • Compartilhe: