Confira abaixo o áudio e as letras dos sambas

Salgueiro 2021: confira os sambas concorrentes da disputa para o próximo Carnaval

O GRES Acadêmicos do Salgueiro recebeu, na manhã deste domingo, os sambas que estarão na disputa que vai eleger o hino oficial do enredo Resistência, para o próximo Carnaval. Ao todo, 24 obras foram inscritas na competição. O formato da disputa será informado esta semana e, segundo Alexandre Couto, diretor de Carnaval da vermelha e branca, esta promete ser uma das mais difíceis dos últimos anos. “ Os compositores deram um verdadeiro show e absorveram exatamente tudo o que foi passado desde a divulgação da sinopse. Isto é bem interessante porque, apesar de não termos uma leitura, uma explanação presencial, tudo ficou tão claro que podemos dizer que todos os sambas são verdadeiras poesias. Essa é a melhor dor de cabeça que poderíamos ter em tempos tão difíceis”, comenta Couto.

Chancelado pelas mãos de Helena Theodoro, o enredo abordará os lugares de resistência do povo preto no Rio de Janeiro. A escola, que tem entre suas tradições, protagonizar as figuras e a cultura preta em seus enredos, vem seguindo com o planejamento do desfile, mesmo na incerteza sobre se haverá ou não o espetáculo em 2021. “ Precisamos continuar otimistas e pensar positivamente pela realização dos desfiles, pois não é só uma questão de entretenimento, é também geração de emprego e renda para milhares de artesãos profissionais que estão envolvidos, diretamente, na realização do evento. De certa forma, realizar a disputa, nos dá uma injeção de ânimo para enfrentar tudo isto”, diz Jomar Casemiro, diretor geral de Harmonia.

A escola disponibilizou o áudio e as letras de todas as parcerias inscritas em seu canal do YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCjqXflXPp64sZXy0M1iN9AQ)

 

AUTORES: RICO TEIXEIRA, LUIZ MANGARÁ, ISAÍAS DEMÓCRITO, GERSON
RIOSAMPA, MARCILIO MORENO, MARQUINHO DUARTE, J.AILTON,
WELLINGTON MORAIS

 

NO BATUQUE DO TAMBOR POVO GUERREIRO
CANTANDO A PRÓPRIA DOR PRO MUNDO INTEIRO
SACUDINDO MEU GANZÁ SOU RESISTÊNCIA
COM O MEU SALGUEIRO

 

LIBERDADE NOSSA VERDADE
OCULTARAM NA HISTÓRIA
MANCHADA NO TEMPO PELA HIPOCRISIA
VIVIDA ATÉ HOJE EM NOSSO DIA A DIA
ESSE MEU RIO QUE O CENÁRIO ECOOU
NA LEI ÁUREA UMA FALSA MAGIA
NO BRADO DO BASTA SE FEZ ALFORRIA
LIBERTA O INSTRUMENTO DA PODRE FIDALGUIA​
NOSSO PAÍS AINDA É CASA GRANDE
NOSSOS TAMBORES TOCANDO DISTANTE
NA MISÉRIA GRITANTE DA NOSSA SENZALA

 

A IGUALDADE GRITOU ….LÁ NA FAVELA
PRESA NA FOME CRIOU ……O QUE SE ESPERA
AO POVO PRETO BASTOU TANTA QUERELA
COM PRECONCEITO QUE NOS NIVELA

 

NA FÉ DOS ORIXÁS
NOS SARAVÁS DA UMBANDA DO CANDOMBLÉ
BOTA DENDÊ NO MEU VATAPÁ
BOTA PIMENTA NO MEU HAUÇÁ
FAZ OFERENDA PRO MEU GONGÁ
TRÁS FANTASIA DE UM SONHO
EM SERMOS TODOS NOBRES DE NOVO
UM REI UM LÍDER DA TRIBO
DONOS DO PRÓPRIO NARIZ
TRAZENDO BRILHO NOS OLHOS
NUM MUNDO MUITO FELIZ
HONRADO E RESPEITADO
UM SER HUMANO NUNCA MAIS​
ESCRAVIZADO.